Estamos no meio de uma Revolução! Você já percebeu?

Você está pronto para a mudança? 

Segunda Guerra Mundial. Chernobyl. São fatos da história que marcaram gerações. Entretanto não nos afetou de forma direta. Mas no mundo contemporâneo, estamos passando por uma revolução que começou de forma silenciosa e já está ganhando as ruas que é a Economia compartilhada.

Também chamada de economia colaborativa, essa revolução trata-se de diminuir a posse do objeto ou serviço para ter acesso apenas ao BENEFÍCIO. 

Por exemplo, é melhor ter o furo ou a furadeira? Em média, utilizamos uma furadeira por apenas 17 minutos por ano. Isso significa, que você está pagando pelo tempo ocioso em que o item se encontra na caixa de ferramentas.

Além disso, antes de comprar um produto pense o seguinte: Qual a frequência de uso? Existe uma forma de alugá-lo? Se a resposta para a primeira pergunta for “baixa” e para a segunda for “sim”. Então não há necessidade de comprá-lo. 

Além disso, culturalmente é usada esta lógica para vestidos de casamento e trajes de gala. Desta forma, é interessante expandir para outros nichos como, por exemplo, os brinquedos de criança que muitas vezes ficam encostados depois de um tempo.

O modo como consumimos mudou (PARA MELHOR)!

A economia compartilhada está a um clique de distância. Com o avanço da tecnologia, a forma como as pessoas interagem entre si também foi alterada.

A integração acontece através de plataformas digitais e simplifica o acesso ao item ou serviço.

Um exemplo disso são as bikes da Yellow, por exemplo, que você pode encontrar espalhadas pelas ruas, são as famosas “amarelinhas”.

Ao se deparar com elas basta desbloquear o acesso através de um código disponível, no App da empresa e, pronto. Simples assim. Agora é só pedalar! Uma bicicleta de R$600,00 que ficaria subutilizada em casa virou um serviço, trazendo à tona maior eficácia dos recursos que já existem.

O serviços de bikes e patinetes que esta plataforma proporciona tem um preço completamente acessível. E, com apenas R$1,00 já é possível pedalar por 15 minutos. Ao comprar créditos, é possível optar pelos valores de R$ 5, R$ 10, R$ 20 e R$ 40.

Além disso, conforme a utilização dos serviços da Yellow o usuário vai acumulando créditos que podem ser utilizados para pedalar por mais tempo.

Atenção Autônomos

Estamos em um processo de migração do modelo de propriedade para acesso. Neste sentido, a concorrência de mercado está aumentando. Visto que há inúmeros usuários dentro de plataformas digitais, dispostos a compartilhar seus bens ao invés de comprá-los. Não tente lutar contra essa revolução da economia colaborativa.

Uma solução é pensar sobre a forma como sua empresa pode se encaixar dentro deste novo modelo de mercado, de maneira que o consumidor (B2C) ou a empresa (B2B) possa ter acesso ao seu produto final remotamente. 

Por exemplo, se o seu business é vender purificadores de água, tenha em mente que o cliente não quer um purificador e sim água purificada gelada. 

Apenas o benefício o interessa. Uma opção seria oferecer apenas o acesso aos purificadores, de forma que o cliente pague mensalmente pelo seu serviço, que incluiria a instalação, reparo e manutenção do aparelho.

Espero que você possa aproveitar os benefícios da economia compartilhada no seu dia a dia. 

Bons investimentos e até a próxima!! 

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Sobre Nós

A maior plataforma de investimentos do país. Encontre os melhores investimentos de acordo com seus objetivos gratuitamente.

Post Relacionados

Volatilidade nas alturas! Quem investe no mercado de ações, já se deparou

São vários os segmentos que dão possibilidade de iniciar um investimento sem

efeito ikea

O que a IKEA tem a ver com seus investimentos? Antes de

Seguir

Mais Assisitidos

Fechar Menu
Abrir Chat
Olá, tudo bem? Me chamo Rafael e sou economista, como posso te ajudar?
Powered by