Qual a melhor opção para sua reserva de emergência?

 


Você sabe a importância de formar uma reserva de emergência por meio de aplicações financeiras para proteger o seu patrimônio financeiro? Se não sabe, é importante que você entenda o por que vale a pena ter essa reserva financeira e quais os melhores tipos de investimento para formá-la.

As aplicações em renda fixa podem ser consideradas uma boa alternativa para a formação da sua reserva de emergência.

Mas entre as diversas opções, tais como a caderneta de poupança, o tesouro Selic, os CDBs e os Fundos DI, qual delas é a melhor alternativa para a formação de uma reserva de emergência e que garante a rentabilidade e a liquidez mais adequadas?

É sobre isso que falaremos no artigo de hoje, continue lendo para saber qual dessas aplicações financeiras é a melhor opção para formar a sua reserva de emergência. Confira.

O que é e porque você precisa de uma reserva de emergência

Uma reserva de emergência consiste em um montante em dinheiro que fica reservado para cobrir despesas inesperadas, tais como as que são demandadas por eventuais problemas de saúde, demissão ou para quando os seus rendimentos ficam abaixo da expectativa prevista em determinado momento.

Sendo assim, essa reserva financeira pode ser entendida como uma certa quantidade em dinheiro que você deixa guardado para que, em um momento difícil inesperado, o seu padrão de vida possa ser mantido e as suas contas possam continuar em dia.

É necessário contar com uma reserva de emergência uma vez que estar prevenido contra eventualidades é importante.

Na nossa cultura, é muito comum que as pessoas adotem uma postura imediatista e poucas pessoas se preocupam em guardar dinheiro em um fundo emergencial.

Segundo uma pesquisa divulgada pelo Datafolha no ano passado, aproximadamente 65% dos brasileiros não possuem um montante em dinheiro reservado para cobrir eventuais emergências.

Muita gente escolhe comprar tudo aquilo que quer, sem nenhuma preocupação com o futuro, o que pode acabar levando a problemas de ordem financeira.

Para fugir disso, é importante que você entenda a necessidade de formar uma reserva de emergência.

Em primeiro lugar, o fundo de emergência evita que você fique endividado e necessite de empréstimos, seja para manter suas contas em dia em caso de desemprego, seja para cobrir despesas causadas por problemas de saúde ou acidentes, ou qualquer outra eventualidade que possa acontecer.

Caso você trabalhe de forma autônoma, a reserva de emergência é importante para manter o equilíbrio das suas contas.

Levando isso em consideração, fica claro o quanto é importante ter um montante em dinheiro reservado e para isso, uma estratégia inteligente é escolher uma aplicação financeira adequada para essa finalidade.

De quanto deve ser sua reserva de emergência

Quando o tema é guardar dinheiro para cobrir eventuais despesas inesperadas, uma das dúvidas mais comuns é de qual deverá ser o valor dessa reserva financeira.

O recomendado por especialistas em finanças é que o valor do fundo deva ser o suficiente para cobrir entre 6 e 12 meses de suas despesas mensais.

Levando isso em consideração, é importante que você realize um bom planejamento das suas finanças para saber o valor ideal para você.

Assim, você pode ter uma visão melhor e com mais detalhes acerca do quanto você precisa gastar todos os meses e pode calcular uma média para estipular o valor ideal do seu fundo de emergência.

É importante que você tenha em mente o fato de que quanto maior for o montante em dinheiro reservado, melhor você vai estar prevenido caso alguma eventualidade aconteça.

O ideal é que a formação da sua reserva de emergência seja a sua prioridade como investidor, antes da multiplicação do seu patrimônio.

Para que você evite acabar gastando esse dinheiro com outras coisas, o ideal é que você tenha uma conta exclusiva apenas para ele.

Além disso, sempre que você precisar fazer a retirada de algum valor do seu fundo de emergência, o mais indicado é repor esse valor assim que possível.

A seguir, vamos falar sobre algumas alternativas de investimento para a criação da sua reserva de emergência. Confira a seguir.

Caderneta de poupança

A poupança é considerada um investimento tradicional e muitos brasileiros apostam nesse produto financeiro para a criação de uma reserva de emergência, garantindo segurança e rentabilidade.

Por mais que alguns recomendem esse investimento em virtude da facilidade do mesmo, a sua baixa taxa de rentabilidade pode fazer com que a aplicação não compense.

Embora manter a sua reserva de emergência na poupança possa ser a alternativa mais fácil, uma vez que não é necessário transferir dinheiro para sacá-lo e por ter liquidez praticamente imediata, outras aplicações podem ser mais vantajosas e garantir um fundo de emergência maior.

A questão principal é que hoje o rendimento da poupança é mais baixo e muitas vezes pode até ser menor do que a própria taxa de inflação, o que pode fazer com que o investidor “perca” em termos reais o dinheiro aplicado.

 

Caderneta de poupança

A poupança é considerada um investimento tradicional e muitos brasileiros apostam nesse produto financeiro para a criação de uma reserva de emergência, garantindo segurança e rentabilidade.

Por mais que alguns recomendem esse investimento em virtude da facilidade do mesmo, a sua baixa taxa de rentabilidade pode fazer com que a aplicação não compense.

Embora manter a sua reserva de emergência na poupança possa ser a alternativa mais fácil, uma vez que não é necessário transferir dinheiro para sacá-lo e por ter liquidez praticamente imediata, outras aplicações podem ser mais vantajosas e garantir um fundo de emergência maior.

A questão principal é que hoje o rendimento da poupança é mais baixo e muitas vezes pode até ser menor do que a própria taxa de inflação, o que pode fazer com que o investidor “perca” em termos reais o dinheiro aplicado.

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é um título da dívida pública negociado pelo programa Tesouro Direto e emitido pelo governo.

Basicamente, você empresta um montante em dinheiro para que o governo financie suas atividades e recebe de volta o valor acrescido de uma taxa de rentabilidade, que nesse caso é a taxa Selic atualizada.

Essa é uma aplicação financeira interessante para a criação da sua reserva de emergência uma vez que a sua liquidez é diária, ou seja, você pode resgatar seu investimento a qualquer momento sem que isso implique em perdas financeiras para você.

É o próprio governo quem faz a recompra desses títulos e a liquidação do valor é dada em D+1, ou seja, em um dia útil o valor é disponibilizado na conta da corretora do investidor.

Para investir no Tesouro Selic é necessário abrir uma conta em uma corretora de valores ou até mesmo em um banco que tenha esse título disponível em sua plataforma para investir o seu dinheiro, mas ainda assim, o processo não é difícil.

Caso você escolha uma corretora que isente o cliente da taxa de administração, o Tesouro Selic pode ser uma aplicação interessante para criar a sua reserva de emergência.

CDB 100% do CDI – com liquidez diária

Outra boa alternativa para a criação da sua reserva de emergência é o CDB desde que tenha taxa acima de 100% do CDI e também conte com liquidez diária.

Esse título pode ser emitido por instituição bancária, e é legal ter atenção para bancos menores ou de médio porte que podem oferecer taxas mais atrativas para o investidor.

Sendo assim, você poderá obter um bom montante para o seu fundo financeiro de emergências com uma remuneração boa e tem a vantagem de poder fazer o resgate do valor aplicado a qualquer momento.

Diferente do que acontece com o Tesouro Selic, no caso do CDB 100% do CDI, a liquidação do valor poderá acontecer no mesmo dia.

Outra vantagem dessa aplicação financeira é o fato de que ela possui a garantia do Fundo Garantidor de Crédito – o FGC, de até 250 mil reais por pessoa ou instituição financeira.

Dessa forma, em caso de falência da instituição financeira na qual você investiu o seu dinheiro de reserva de emergência, o valor será devolvido a você.

Entretanto, você deve levar em conta que o recebimento desse valor pode levar alguns dias, o que pode ser um problema no caso de um fundo de emergência que deve poder ser sacado no momento em que você precisar.

Fundos DI

Os Fundos DI são outra boa opção para a criação de uma reserva de emergência e consistem em um fundo de investimento referenciado na taxa DI, que no caso é o CDI.

Isso significa que os Fundos DI são formados por ativos de renda fixa em maior parte indexados à taxa CDI. Sendo assim, se você deseja que o seu fundo de reserva para emergências tenha uma boa rentabilidade, essa é uma ótima opção.

Fundos DI, ao contrário do CDB, não contam com a garantia do FGC, assim, antes de investir o seu dinheiro em um deles por meio de alguma instituição financeira, é importante verificar o rating da emissora.

Além disso, esses fundos contam com taxas administrativas e algumas das opções disponíveis no mercado, cobram taxas de performance.

Essas taxas devem ser levadas em consideração no momento do investimento, para que você possa se certificar que os rendimentos serão maiores do que as despesas.

Esse investimento pode ser considerado tão simples quanto a caderneta de poupança, entretanto, com possibilidades de rendimentos muito maiores, o que faz com que valham mais a pena.

No artigo de hoje você viu, entre a caderneta de poupança, o tesouro Selic, os CDBs e os Fundos DI, qual desses investimentos é a melhor alternativa para quem deseja formar uma reserva de emergência.

Se você gostou desse artigo e quer ver mais conteúdo como esse, continue acompanhando as nossas aplicações e confira também os nossos artigos anteriores no arquivo do blog.

Aqui, além de dicas para escolher as melhores opções de investimento de acordo com seus objetivos financeiros, você encontra também diversas orientações para organizar o seu orçamento e manter a sua vida financeira saudável e estruturada. Fique ligado.

Artigos que podem ser úteis para você: O que você precisa avaliar antes de investir o seu dinheiro? | Como aumentar o seu Serasa Score

 

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Sobre Nós

A maior plataforma de investimentos do país. Encontre os melhores investimentos de acordo com seus objetivos gratuitamente.

Post Relacionados

aportes mensais

Aprenda a fazer este planejamento  Vocês já devem ter percebido que muitas

análise fundamentalista

Introdução à Analise Fundamentalista Você já ficou em dúvida sobre qual ação

filho

Confira as dicas Fazer investimentos é uma das melhores formas de conseguir

Seguir

Mais Assisitidos

Fechar Menu
Abrir Chat
Olá, tudo bem? Me chamo Rafael e sou economista, como posso te ajudar?
Powered by