5 maneiras de economizar e formar uma reserva de emergência em 1 mês

 

Não é fácil guardar dinheiro, mas é mais difícil viver sem ele. A reserva de emergência é uma regra que se aplica a todos, independentemente da sua renda e das condições financeiras.

Poupar pode ser um hábito difícil de desenvolver, no entanto, quem não guarda não terá sucesso econômico em seu futuro.

O fundo de reserva é a base sólida que dá estabilidade às suas finanças. O fundo de emergência é o seu suporte contra imprevistos, além de ser um dinheiro que servirá para cobrir as despesas não orçamentadas que podem surgir no dia a dia.

Todo mundo precisa de uma reserva de emergência, pois é uma ferramenta financeira básica e muito útil. Veja a seguir 5 maneiras para economizar dinheiro em apenas 1 mês, confira.

  • Tipos de fundos de emergência

O fundo de reserva vai muito além do simples fato de cobrir um acidente ou as chamadas “emergências”.

Cada reserva cobre 4 fatores fundamentais de financiamento pessoal, veja a seguir:

  • EMERGÊNCIAS:  Ninguém está isento de ter que enfrentar um imprevisto em algum momento de sua vida e qualquer emergência envolve despesas, maiores ou menores, é preciso ter dinheiro naquela hora, para que com isso, você evite depender de terceiros;
  • PROTEÇÃO CONTRA DÍVIDA:  Se você tiver uma emergência ou necessidade, pode recorrer ao fundo de reserva em algum momento. Com isso, você evita contrair dívidas no decorrer do mês evitando os juros de cartão de crédito e cheque especial;
  • CRESÇA O SEU PATRIMÔNIO OU NEGÓCIOS:  O fundo de reserva dá a você a oportunidade de fazer um investimento. Em 1 mês já é possível ter rendimentos referente ao valor investido;
  • ESTABILIDADE E TRANQUILIDADE EMOCIONAL:  Mais importante do que os outros três fatores acima é a paz de espírito que vem de não ter que se preocupar com dinheiro.

Essa tranquilidade que vem ao ter dinheiro no banco, a tranquilidade que dá o prazer de ter coberto as despesas mensais.

Ter assegurado não só a estabilidade financeira, mas a tranquilidade, que não faltará comida, roupa, o pagamento da escola das crianças, dinheiro para se divertirem, cobrir as despesas da casa, ir de férias. Esse é um verdadeiro sentimento de liberdade.

  • A união faz a força

O orçamento é a base de toda a vida financeira saudável. Recomenda-se que você se sente com os membros de sua família para falar sobre a renda que cada um deles contribui, assim como as despesas que eles geram, assim eles perceberão para onde vai seu dinheiro e que itens podem cortar para economizar, proponha fazer estas mudanças por 1 mês.

Se nossa renda mal cobrir as despesas primárias, é necessário pensar em procurar renda extra ou economizar em serviços como: água, eletricidade e transporte, lazer, alimentação fora de casa, entre outros.

Sempre podemos economizar, mesmo que seja um pouco, a finalidade é encontrar desperdícios de dinheiro e atacá-los o quanto antes.

  • Iniciar uma reserva de emergência em 1 mês

Uma das recomendações que a maioria dos especialistas faz para ter finanças saudáveis ​​é iniciar o hábito de poupar, você deve começar imediatamente.

No entanto, a maioria das pessoas diz que sua renda não é suficiente para iniciar uma reserva de emergência.

Para os especialistas, poupar dinheiro não é apenas para aquelas pessoas que têm altos rendimentos, mas é uma questão de disciplina que muitos brasileiros precisam se adaptar.

Com alguns mudanças de atitudes é possível fazer uma reserva de emergência e já colher os frutos em 1 mês.

Se deixamos de lado o fato de sair para jantar ou fazer compras toda a semana ou todos os dias, já irá começar a sobrar dinheiro, então vá fazendo sua reserva.

Outro fator importante em que o dinheiro “some em nossas mãos” é que não temos um orçamento ou um planejamento, então dificilmente sobra algo.

Por isso, é simples, anote todos seus gastos e vá cortando as despesas desnecessárias ou que seja possível economizar. Esta economia será a sua reserva de emergência inicial. Com passar do tempo você vai criando um planejamento de sempre reservar este valor todos os meses.

  • Como criar seu fundo de emergência passo a passo

Agora que está claro sobre por que é importante você ter uma reserva de emergência é hora de começar a trabalhar. Como você pode criar o seu suporte financeiro?

A realidade é que você só precisa de uma ação para começar a criar a sua reserva de emergência em caso de imprevistos. Então você pode começar a criar seu suporte financeiro automaticamente da seguinte forma:

Etapa 1: escolha o valor que você deseja pré-salvar todos os meses no início do mês para o seu fundo de emergência;

Passo 2. Solicite uma transferência periódica no início do mês da conta em que você recebe a folha de pagamento para outra;

Passo 3. Veja como seu fundo de emergência está criado e apenas alcance o valor que você escolher;

Costuma-se dizer aos trabalhadores ou empresários que eles devem sempre ter um fundo de contingência, esse é um fundo de até 6 meses de salário ou capital de giro, caso eles percam o emprego ou alguma eventualidade.

Indicando que as pessoas podem começar dividindo as economias em duas áreas: economia com metas, objetivos e um fundo para emergências.

Todos nós temos objetivos, seja um período de férias, a compra de uma propriedade, a escola dos nossos filhos ou a nossa aposentadoria.

Essa economia deve estar presente em nossa vida e deve ser igual a pelo menos 10% de nossa renda.

Se estamos apenas começando e estamos propensos a gastar o dinheiro, recomendamos que você procure um produto formal de poupança ou investimento.

Os especialistas recomendam guardar inicialmente uma porcentagem de 5% para o primeiro mês de reserva, até que você tenha pelo menos 6 meses de suas despesas fixas em um fundo para que, em caso de qualquer dificuldade financeira, você não precise recorrer ao crédito bancário.

  • Quais produtos financeiros que existem com lucros rápidos?

No mercado brasileiro existem diferentes instituições financeiras que têm dentro de sua gama de produtos planos de previdência, ETF, fundos de investimentos, depósitos vinculados à Bolsa de Valores, entre outras opções para começar com o hábito de poupar e investir.

No entanto, antes de tomar qualquer decisão, é importante se informar, analisar e comparar.

Você não precisa ser um especialista na área, por isso é indicado buscar auxílio de um especialista para ajudá-lo a decidir o melhor produto para você e sua família, veja algumas opções:

  • Tesouro Selic

É um título público de faturação fixa expedido pelo governo. Essencialmente, constitui em um empréstimo do seu capital para o custeamento de áreas como: educação, saúde e sistemas básicos.

O Tesouro Selic é ideal para formar sua reserva de emergência, porque ele possui liquidez diária, portanto dependendo do plano escolhido, os lucros estarão disponíveis na sua conta conforme preferir.

  • Câmbio

Já no câmbio, você ganha uma taxa de rentabilidade, que no caso é a própria taxa Selic atualizada. Nas situações atuais, em que a taxa Selic está em média 7,0% ao ano, por exemplo, o valor renderá em torno desta porcentagem.

  • CDB com liquidez diária

CDB com quitação diária é uma boa alternativa para o fundo de reserva. É emitido pelos bancos, portanto é viável encontrar taxas de rentabilidade iguais ou maiores que o CDI.

É possível ter uma reserva de emergência de boa remuneração e com o benefício de resgatar o valor investido a qualquer momento.

  • LCI e LCA com liquidez diária

As LCI (Letras de Crédito Imobiliário) e a LCA (Letras de Crédito do Agronegócio) são títulos de renda fixa do setor privado. A taxa de benefício é semelhante ao CDB, assim como o princípio de desempenho.

Esses ativos têm uma vantagem muito interessante para a sua reserva de emergência, que é a isenção de tributos.

  • Fundos de renda fixa

Os Fundos de renda fixa são carteiras que aplicam 80% do patrimônio em títulos de renda fixa como o Tesouro Direto.

Apresenta a diferença de ter um profissional que faz as destinações de ativos e acompanha diariamente o investimento. O objetivo é conseguir o melhor rendimento.

É composto por títulos de renda fixa, então geralmente os retornos são próximos ao CDI.

  • Fundos DI

O Fundo DI é uma alternativa para a reserva de emergência. Ele é um investimento de aplicação referenciado na taxa DI, que é o próprio CDI.

Como nos fundos de reserva fixa, os fundos DI também não possuem cobertura do FGC.

Os fundos DI têm taxa de administração, alguns deles possuem taxa de desempenho. Elas devem ser analisadas antes do seu investimento para ter certeza que será uma ótima opção para você.

Agora que você já sabe algumas formas de como poupar dinheiro em apenas 1 mês, com certeza está pronto para fazer sua reserva de emergência iniciando imediatamente pois qualquer imprevisto pode ocorrer a qualquer momento.

Não fique desprevenido, com isso, suas finanças terão melhores rendimentos e você conseguirá o total controle do seu orçamento. Continue acompanhando nosso blog e nossas postagens que sempre trazemos novidades do mundo das finanças para te ajudar.

Artigos que podem ser úteis: 5 passos fundamentais para quem quer viver de renda | Melhores investimentos para o pequeno investidor

 

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Sobre Nós

A maior plataforma de investimentos do país. Encontre os melhores investimentos de acordo com seus objetivos gratuitamente.

Post Relacionados

rentabilidade bruta x rentabilidade líquida

Você sabe a diferença? A busca por uma maior rentabilidade leva muita

segurança

É possível ter rentabilidade e segurança no seu investimento! Ao contrário do

7 ações que não cobram

Você já imaginou como seria se pudesse operar com ações , fazer

Seguir

Mais Assisitidos

Fechar Menu
Abrir Chat
Olá, tudo bem? Me chamo Rafael e sou economista, como posso te ajudar?
Powered by