É seguro investir em bancos pequenos?

 

Você decidiu entrar para o mundo dos investimentos e está procurando as melhores opções? Já parou para pensar se investir em bancos pequenos é uma ideia boa e rentável? Será que essa é uma forma segura de aplicar o seu dinheiro e obter um bom retorno?

Grandes bancos já possuem a atenção do público e são fontes seguras e bem estabelecidas para você realizar aplicações.

Já os bancos menores, uma vez que são menos conhecidos necessitam atrair investidores oferecendo a eles vantagens que ele não possa encontrar em instituições financeiras de grande porte e que já contam com o reconhecimento do grande público.

No artigo de hoje você vai descobrir se investir em bancos pequenos é uma opção segura e rentável para aplicar o seu dinheiro. Confira.

Por que investir em bancos menores?

Os grandes bancos você já conhece, então já entende quais os riscos de investir nesse tipo de instituição e a possibilidade de obter um bom retorno para os investimentos que você realizar.

Mas e sobre investir em bancos pequenos? O que você já sabe sobre esse assunto?

Para que você possa entender melhor, vamos fazer uma comparação com uma situação da vida cotidiana.

Vamos supor que você, Marcos e Gisele trabalhem juntos na mesma empresa,  enquanto você e Gisele já se conhecem há alguns anos por meio do trabalho, Marcos é novato e está na empresa há aproximadamente 2 meses.

Imaginemos então que Gisele esteja passando por algum problema financeiro e decida pedir a você um empréstimo para poder quitar as dívidas. No mesmo dia, Marcos relata também estar passando por dificuldades financeiras e faz o mesmo pedido para você.

Você precisa decidir o que fazer, já que não poderá emprestar o dinheiro para ambos, então, terá de fazer uma escolha.

Para que Marcos tenha mais chances que Gisele de conseguir o empréstimo, já que você a conhece há mais tempo, logo, tende a confiar mais nela, ele deverá oferecer a você alguma condição mais atrativa do que Gisele tenha feito.

Afinal de contas, como você não o conhece direito, ainda não tem tanta confiança, por isso as garantias que o rapaz oferece podem não ser o suficiente para você.

Entretanto, caso Marcos ofereça pagar o empréstimo a partir de uma taxa de juros bem maior do que o que Gisele ofereceu é bem provável que você já comece a pensar melhor na ideia.

Desta forma, essa é mais ou menos a lógica de se investir em bancos pequenos ou nos grandes: as instituições bancárias com mais renome e estabelecidas no mercado são mais sólidas e não precisam oferecer taxas tão altas para chamar a atenção de futuros investidores.

O nome forte que essas instituições possuem no mercado financeiro já é um fator atrativo por si só.

Já as instituições bancárias de pequeno e médio porte precisam e vão oferecer uma rentabilidade maior para os seus investidores porque só assim conseguirão entrar na disputa pelo mercado com os grandes bancos.

Os bancos pequenos são confiáveis?

Muita gente escolhe os brancos grandes para aplicar seu dinheiro por acreditar que investir em bancos pequenos é mais arriscado.

No nosso país existem 5 instituições bancárias de grande porte que são reconhecidos pela população e quando um investimento de um banco menor desponta, muitos investidores acabam perdendo a oportunidade por medo de arriscar seu dinheiro.

Os bancos pequenos e médios são assim denominados em virtude de seu patrimônio líquido e do portfólio de produtos oferecidos e de forma geram, oferecem uma rentabilidade bem maior do que os grandes bancos fazem aos seus investidores.

Por exemplo, um grande banco vai oferecer a você um CDB que pague 70% do CDI, enquanto que se você investir em bancos pequenos é bem provável que este chegue a pagar 120% do CDI no mesmo período.

Considerando isso, vale muito mais a pena fazer o seu investimento em um banco de médio ou de pequeno porte do que em uma instituição bancária grande, já que o retorno vai ser bem maior.

Mas e se o banco quebrar?

A resistência em investir em bancos pequenos também passa pelo medo daquela instituição bancária entrar em falência ou fechar as portas e aí, você não vai receber retorno nenhum pelo seu investimento e perder o dinheiro que você aplicou.

Mas calma! É possível investir em bancos pequenos com segurança e garantia de que você não vai perder o dinheiro aplicado.

Isso é possível se você escolher investimentos que participem da Garantia FGC ou Fundo Garantidor de Crédito que são os que constam na lista a seguir:

  • Depósitos à vista ou sacáveis mediante aviso prévio;
  • Depósitos de poupança;
  • Letras de Câmbio (as LC’s);
  • Letras imobiliárias (as LI’s);
  • Letras hipotecárias (as LH’s);
  • Letras de Crédito Imobiliário (as LCI’s);
  • Letras de Crédito do Agronegócio (LCA’s);
  • Depósitos a prazo com ou sem emissão de Recibo de Depósito Bancário (RDB) e Certificado de Depósito Bancário (CDB);
  • Depósitos mantidos em contas não movimentáveis por cheques destinadas ao registro e controle do fluxo de recursos referentes à prestação de serviços de pagamento de salários, vencimentos, aposentadorias, pensões e similares;
  • Operações compromissadas que têm como objeto títulos emitidos após 8 de março de 2012 por empresa ligada;

Se você for investir em bancos pequenos, portanto, deve escolher uma dessas opções para aplicar o seu dinheiro e assim ter o seu investimento protegido pelo FGC.

Como o FGC funciona?

Antes de investir em bancos pequenos escolhendo uma aplicação coberta pela garantia FGC é interessante que você entenda como o Fundo Garantidor de Crédito funciona.

A garantia FGC funciona para proteger o investidor do fechamento ou de uma eventual falência da instituição onde ele realizou a sua aplicação.

O FGC é uma entidade privada que não possui fins lucrativos e que administra um fundo voltado para a proteção dos investidores, permitindo que os mesmos possam recuperar o valor investido dentro de um limite de valor caso haja intervenção, liquidação ou falência da instituição onde a aplicação foi feita.

A Caixa, bancos múltiplos, comerciais, de investimento e desenvolvimento, sociedades de crédito, financiamento e investimento, sociedades de crédito imobiliário, companhias hipotecárias e associações de poupança e empréstimo em todo o território nacional estão associadas ao FGC.

Essas instituições associadas contribuem todos os meses para que o FGC seja mantido através de determinada porcentagem em cima dos saldos das contas que correspondem às obrigações que são cobertas pelo Fundo.

Então, desde que a instituição seja associada ao FGC e o tipo de investimento que você adquirir seja coberto pelo fundo, investir em bancos pequenos é seguro já que existe uma garantia de que você possa recuperar o valor investido em caso de falência ou fechamento desta instituição bancária.

Entretanto é importante ressaltar que a Garantia FGC possui um limite de 250 mil reais por CPF por instituição financeira associada.

Desta forma, se for investir em bancos pequenos tenha esse limite em mente na hora de fazer as suas aplicações.

Em quanto tempo recebo o investimento de volta se o banco quebrar?

Agora você já sabe que, num limite de 250 mil reais o seu dinheiro está protegido pelo FGC caso você decida investir em bancos pequenos e a instituição escolhida quebrar.

Em virtude desse limite, pode ser que você esteja pensando: então, o ideal é investir o limite máximo em determinado banco e tudo certo. Mas não é bem assim.

Se você aplicar os 250 mil em um único banco, de uma vez, no mês seguinte você já vai ter acumulado mais que o limite e o valor excedente não será coberto pela garantia FGC. Assim, o ideal é aplicar sempre um valor menor que o limite para estar sempre seguro.

Além disso, a garantia é por instituição, então, se você tiver investido 200 mil em um produto de um banco e mais 100 mil em outro produto, do mesmo banco, o vai receber apenas 250 mil em caso de uma eventual quebra do mesmo.

Se você investir em bancos pequenos e a instituição quebrar, o normal é que o FGC pague o valor de volta para o investidor em um prazo de cerca de 90 dias.

Até hoje em nenhum momento da história, já aconteceu de o Fundo não ter o dinheiro necessário para honrar os valores que o mesmo cobre desde a sua fundação no ano de 1995.

A Garantia FGC já foi acionada por 34 vezes desde a criação do Fundo e pagou todo valor devido a cerca de 4 milhões de pessoas.

Só no ano de 1997, aconteceu à quebra de 7 instituições bancárias vinculadas ao FGC, e o Fundo conseguiu efetuar todos os pagamentos.

Quais as vantagens dos bancos pequenos?

De maneira prática, é como se ao investir em um banco de grande porte, o cliente tivesse de pagar uma taxa de conveniência em virtude do fato de não haver nenhum risco a mais na aplicação.

Assim, para competir melhor com a conveniência que os grandes bancos oferecem as instituições bancárias de pequeno e de médio porte precisam apresentar seu diferencial para atrair e convencer investidores a trabalharem com elas.

Os bancos de pequeno e médio porte vem cada vez mais apostando em recursos tecnológicos que facilitem a abertura de contas e o atendimento através da internet para atrair mais clientes.

É possível encontrar diversas opções de instituições bancárias que oferecem atendimento 100% online disponíveis no mercado.

Além disso, investir em bancos pequenos geralmente representa um menor custo e uma boa rentabilidade de suas aplicações, que muitas vezes podem superar produtos mais tradicionais de instituições financeiras maiores e já reconhecidas.

Qual a melhor opção de investimento para bancos pequenos?

Uma boa alternativa para se investir em bancos menores por conta da ampla oferta, prazos de resgate variados e boas taxas de rentabilidade são os CDBs.

Essa modalidade de investimento tem sido uma das mais utilizadas no país quanto se trata de investimentos em renda fixa, nos últimos anos.

O CDB é emitido pelas instituições bancárias de forma a custear as atividades exercidas pelo banco. É como se o banco tomasse um empréstimo com o investidor e posteriormente devolvesse o montante, pagando as correções e os juros adequados.

E para quem quer aproveitar o melhor que esse produto tem a oferecer, nada melhor que escapar das grandes instituições financeiras e investir em bancos pequenos.

No caso do CDB, inclusive fazer a aplicação em um banco de grande porte pode acabar se revelando uma grande armadilha, já que, por serem capazes de captar investidores com facilidade, essas instituições normalmente pagam juros bem menores do que é possível receber dos bancos médios e pequenos.

Já ao investir em bancos pequenos através do CDB, as taxas costumam ser muito mais atrativas, ficando facilmente acima de 100% do CDI. Ao longo prazo a diferença de resultados pode ser bastante expressiva.

De forma geral, não há custos para investir em CDB’s e o produto oferece uma boa rentabilidade, que normalmente é maior que a de outros investimentos em renda fixa mais tradicionais, como é o caso do Tesouro Direto e principalmente, da Caderneta de Poupança.

A remuneração pode ser pré ou pós fixada com retorno atrelado ao CDI, que é um indicador que conta com valores aproximados ao da taxa Selic, que tem a meta definida pelo Banco Central.

Seu custo principal está relacionado a tributação, que incide sobre o rendimento e apenas sobre ele e cuja alíquota é regressiva. O que significa que quanto mais tempo do investimento, menor a cobrança de imposto.

A taxa cobrada pelo Imposto de Renda sobre os rendimentos dos CDB’s começa com uma alíquota de 22,5% que vai sendo reduzida de forma gradual. Até chegar a 15% depois de 24 meses.

Agora você já sabe que investir em bancos pequenos além de seguro pode ser vantajoso e muito rentável para você, uma vez que os mesmos oferecem condições bastante favoráveis para atrair investidores.

Se você gostou deste artigo e quer mais dicas como essa, para fazer investimentos e estabilizar as suas finanças, continue acompanhando as nossas publicações e confira as nossas postagens anteriores.

Artigos que podem ser úteis para você: Investimentos Seguros para Iniciantes | O Impacto do CDI nos Seus Investimentos

 

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Sobre Nós

A maior plataforma de investimentos do país. Encontre os melhores investimentos de acordo com seus objetivos gratuitamente.

Post Relacionados

segurança

É possível ter rentabilidade e segurança no seu investimento! Ao contrário do

7 ações que não cobram

Você já imaginou como seria se pudesse operar com ações , fazer

Você está realmente seguro? A renda fixa e o FGC têm um

Seguir

Mais Assisitidos

Fechar Menu
Abrir Chat
Olá, tudo bem? Me chamo Rafael e sou economista, como posso te ajudar?
Powered by