O que aconteceu com o Tesouro Selic?

Você provavelmente já deve ter ouvido falar que o Tesouro Selic (também conhecido como Letras Financeiras do Tesouro, LFT) é uma boa opção de reserva de emergência — aplicação de renda fixa segura, sem volatilidade. Então, o que aconteceu com essa aplicação, que apresentou retornos negativos em setembro passado?

A queda atípica pode ser explicada por uma combinação de fatores e, para entendê-los, vale lembrar do que se trata o Tesouro Selic: um título de dívida emitida pelo governo. Ou seja, investir nele significa emprestar dinheiro para o poder público. Por isso ele é considerado tão seguro — é bastante improvável que o governo quebre e dê um calote nos investidores.

Mas os riscos disso podem aumentar ou diminuir, afetando diretamente a rentabilidade desse título. Foi essa percepção de risco que aumentou recentemente, já que o governo vem enfrentando problemas fiscais. Além dos gastos extraordinários com a pandemia, há dúvidas no radar quanto ao comprometimento do poder com o teto de gastos.

Isso porque o programa Renda Cidadã, que deve substituir o Bolsa Família, foi anunciado, mas o seu financiamento ainda permanece um mistério. Primeiro, o governo disse que isso se daria a partir de recursos destinados aos precatórios e do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

Depois, essa possibilidade foi deixada de lado. No entanto, o governo continua com o novo programa como plano — mas ainda não está claro como ele vai impactar o orçamento.

Assim, as possíveis dívidas fazem com que investidores cobrem do Tesouro prêmios mais altos, em contrapartida. Com a taxa básica de juros tão baixa, os investidores interessados nos títulos do Tesouro Selic estão em menor número. Além disso, com mais dívidas, o governo deve emitir mais deles. Esse descompasso entre o número de títulos no mercado e a menor quantidade de compradores faz com que os preços caiam.

Tesouro Selic ainda vale a pena?

É importante lembrar que o que vem acontecendo com esse tipo de título é exceção, não regra. O Tesouro Selic continua a ser uma opção para investidores, à medida que ainda rende mais que a poupança — 135% da taxa básica, enquanto a caderneta dá 70%.

Além disso, se você não tinha Tesouro Selic na carteira e se interessava pelo título, o momento das quedas é um bom momento para entrada. A longo prazo, o investimento ainda vale a pena — uma vez que o que ocorreu foi um fenômeno raro para a aplicação.

Artigo escrito por Spacemoney.

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Sobre Nós

A maior plataforma de investimentos do país. Encontre os melhores investimentos de acordo com seus objetivos gratuitamente.

Post Relacionados

Em algum momento você já pensou em se desfazer de um dos

3 formas de diversificar com ativos reais

Olá, Como prometido, voltamos com um assunto de bastante interesse para quem

Prepare-se para este evento nos seus investimentos. Você sabia que alguns tipos

Seguir

Mais Assisitidos

Fechar Menu
Abrir Chat
Olá, tudo bem? Me chamo Rafael e sou economista, como posso te ajudar?
Powered by