Ter conta em várias corretoras vale a pena?

 

Há um ditado popular que diz que não é uma boa ideia deixar todos os ovos na mesma cesta.

O objetivo desse artigo é mostrar a importância de não concentrar todo o seu dinheiro em um único banco ou corretora. Ou seja, se mantemos todos os ovos em um mesmo cesto, e este cair, perde tudo que tinha, mas se dividir os ovos em dois, ou mais cestos, e um acidente acontece a um dos cestos, preservará os demais ovos.

Não é diferente com seu dinheiro, ter conta em várias corretoras pode valer a pena quando se trata da instabilidade financeira nas instituições ou do país.

Diversificar através de diferentes investimentos é uma sugestão, mas também pode ser interessante diversificar entre as instituições financeiras como bancos e corretoras diferentes. Confira agora nossas dicas.

O que é investimento financeiro?

Um investimento financeiro é um ativo no qual você coloca dinheiro com a esperança de que ele cresça ou se valorize em uma soma maior de dinheiro.

O futuro é incerto e é preciso investir com sabedoria para evitar crises financeiras em qualquer momento. Um indivíduo deve planejar e manter certa quantia de dinheiro para qualquer circunstância que possa surgir

Vamos primeiro entender o que é investimento?

O investimento são bens ou mercadorias compradas hoje para serem usadas no futuro ou em tempos de crise. Um indivíduo deve planejar bem o seu futuro para garantir a felicidade para si mesmo, bem como para seus familiares. Consumir tudo hoje e não poupar nada para o futuro é tolice. Nem todos os dias são um mar de rosas, você nunca sabe o que o seu futuro reserva para você.

O planejamento desempenha um papel fundamental no investimento financeiro. Não basta investir apenas por uma questão de investimento. E ter conta em várias corretoras vale a pena

O Investimento Financeiro garante que todos os seus sonhos se tornem reais e você aproveite a vida ao máximo sem se preocupar com o futuro.

Conta no banco e conta na corretora?

Pode parecer algo muito complicado abrir várias contas, mas aos poucos, você vai pegando experiência e se sentindo mais seguro para se arriscar nos investimentos.

Algumas pessoas confundem a conta no banco com a conta na corretora. Normalmente, nos bancos brasileiros você paga mensalmente um valor, são as taxas de manutenção para a conta corrente, e assim terá acesso a algumas funções como transferências, saques e cheque.

As contas em corretoras não é uma conta corrente. São contas de investimentos e não têm tarifa de manutenção nem mesmo tarifa de abertura.

Portanto você pode criar quantas contas quiser em quantas corretoras desejar que não terá nenhum gasto.

Todo o investimento deve ser feito no mínimo possível de taxas. Não importam quais: corretagem, custódia, administração, performance e mesmo assessoria.

Se você deseja investir em renda fixa (CDBs, RDBs, Tesouro Direto, LCIs, LCAs e etc), a maior parte das instituições não cobra as taxas. Portanto você somente transfere para a sua conta na corretora o que você quiser investir.

Como Escolher as Corretoras?

São as corretoras que fazem a mediação entre os ativos e os investidores, estas instituições fazem a mediação dos negócios financeiros.

Através das corretoras é possível o investidor ter acesso a;

  • Bolsa de valores;
  • Ativos de renda fixa;
  • Letras do Tesouro Direto;
  • Derivativos;
  • Commodities,
  • Fundos de investimento;
  • Fundos Imobiliários;

O primeiro-passo de qualquer investidor é abrir uma conta em uma corretora de valores. Há muitos tipos de corretoras, escolhê-las será uma tarefa que exigirá paciência.

E abrir a conta na primeira corretora que encontrar, poderá ser um erro que fará você se arrepender mais tarde.

Procure conhecer as corretoras e escolher no que irá investir a partir das metas que você tem para investir seu dinheiro e então abrir suas contas e realizar seus investimentos.

Um dos inconvenientes em ter várias contas é que a gestão delas fica a seu cargo.

Junte cuidadosamente todos os documentos relacionados e coloque-os em uma pasta. Mantenha organizado, em um local adequado e seguro. Perder até mesmo um único papel pode colocá-lo em problemas mais tarde.

Você terá mais de uma conta para guardar senha, conferir os extratos, enviar dinheiro e assim por diante.

Também haverá um trabalho extra ao preencher a declaração do imposto de renda.

Algumas expressões usadas

Se você é novo nesta área e pretende entrar para o ramo e abrir uma conta em várias corretoras precisa se manter informado sobre algumas expressões usadas:

  • Ibovespa: é um índice que acompanha a evolução média das cotações das principais ações negociadas na Bovespa. Mede, por meio de um sistema de pontos baseado em reais, o desempenho médio de uma carteira teórica com as ações mais representativas e negociadas na Bolsa.
  • Liquidez: refere-se à facilidade de se resgatar ou liquidar um investimento, convertendo-o em dinheiro. Por exemplo: considera-se que a caderneta de poupança tem maior liquidez, já que a pessoa pode dispor do saldo da aplicação a qualquer momento. Por outro lado, um imóvel vai demorar mais para ser transformado em dinheiro, porque isso depende de encontrar um comprador para aquele bem. Sua liquidez é bem menor.
  • Renda Fixa: é o investimento cuja rentabilidade ou sua forma de cálculo pode ser determinada no momento da aplicação. Cita-se como exemplos a caderneta de poupança, os títulos públicos e os CDBs.
  • Renda Variável: é o investimento em que o investidor não tem como saber que rentabilidade vai conseguir. Como o próprio nome indica, os valor das aplicações sofrem variações a todo o momento.
  • Small Caps:  do inglês ‘small capitalization’ significa pequena capitalização. Diz respeito às empresas com capitais menores e com ações menos negociadas na bolsa, o que representa baixa liquidez.
  • Títulos Públicos: o Governo Federal emite os títulos públicos com o objetivo de captar recursos para pagamento da dívida pública ou para financiar atividades relacionadas à educação, saúde e projetos de infraestrutura, como rodovias ou portos.
  • Volatilidade: mostra o grau de intensidade e frequência das oscilações nos preços dos ativos ou índices financeiros, como ações, títulos públicos, fundos de investimento, Ibovespa, entre outros.
  • Tesouro Direto: foi criado em 2009 para facilitar a compra e venda de títulos públicos pelas pessoas físicas. São investimentos públicos em renda fixa. As transações são realizadas apenas pela internet, bastando para isso que a pessoa faça um cadastro em um banco nas corretoras habilitadas no Tesouro Direto.

Tipos de investimento em renda fixa

Renda fixa é uma classe de investimentos que abrange diferentes produtos e, o mais importante, produtos que são muito diferentes entre si.

São investimentos em renda fixa privadas.

  • CDB: o Certificado de Depósito Bancário (CDB). Dá para investir a partir de R$ 1,00 e é muito flexível. Existem CDBs com liquidez diária ou no vencimento e podem ser pré ou pós-fixados. São sempre tributados pelo imposto de renda e são garantidos pelo FGC. Os CDBs são emitidos pelos bancos, você os encontrará nos próprios bancos e nas corretoras.
  • LCI: a Letra de Crédito Imobiliário (LCI) não é tão comum porque, ao investir em uma LCI, o seu dinheiro vai diretamente para o setor imobiliário, não podendo ser destinado a outras áreas. Por lei, o tempo mínimo de resgate é 90 dias. O maior benefício da LCI é que é um investimento isento da tributação do imposto de renda. As LCIs são emitidas por bancos e você pode encontrá-los nos próprios bancos ou nas corretoras.
  • LCA: a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) é muito parecida com a LCI. A única diferença é que, ao investir em uma LCA, o seu dinheiro vai diretamente para o setor do agronegócio, e não para o setor imobiliário. A liquidez pode é no vencimento, o tempo mínimo de resgate é 90 dias e é um investimento isento da tributação do imposto de renda. Como as LCAs são emitidas por bancos você encontrará nos próprios bancos e nas corretoras. São assegurados pelo FGC.
  • RDB: o Recibo de Depósito Bancário (RDB) é emitido e distribuído por financeiras. A liquidez desse título é sempre no vencimento e eles podem ser prefixados ou pós-fixados. São tributados pelo imposto de renda e são garantidos pelo FGC. Os RDBs costumam ter uma rentabilidade mais alta do que os investimentos de bancos.
  • LC: a Letra de Câmbio (LC) não tem nenhuma relação com “câmbio” no sentido de “moeda estrangeira”. É um investimento emitido e distribuído por financeiras e que costuma ter uma rentabilidade maior. As LCs são sempre tributadas pelo imposto de renda e são garantidas pelo FGC.

Qual é a melhor corretora?

Não existe a melhor corretora. Existem várias opções, perfis, diferentes tipos de atendimentos, produtos ofertados e serviços prestados. É preciso escolher entre aquelas que mais se adequam às preferências do investidor.

Há sempre muito a se levar em conta, talvez as melhores corretoras serão aquelas que mais combinarem com seus objetivos.

E agora que você já conhece vários termos sobre investimento e sabe que vale a pena ter conta em várias corretoras está pronto para realizar seus investimentos. Continue acompanhando nossos artigos e confira novas dicas.

Artigos que podem ser úteis para você: Como investir em ações na bolsa de valores? | 5 motivos para começar a investir no ano novo

 

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Sobre Nós

A maior plataforma de investimentos do país. Encontre os melhores investimentos de acordo com seus objetivos gratuitamente.

Post Relacionados

loja-app-renda-fixa

Diversos produtos para seus rendimentos crescerem! Conhecimento é um dos melhores investimentos

O que são fundos multimercados

Sofistique seus investimentos A corrida por investimentos com rentabilidade acima da média

LC

Você já ficou em dúvida de como funciona? Na hora de montar

Seguir

Mais Assisitidos

Fechar Menu
Abrir Chat
Olá, tudo bem? Me chamo Rafael e sou economista, como posso te ajudar?
Powered by