BDR: Como investir em ações estrangeiras?

Investindo em ações do exterior

Você já se imaginou investindo em grandes multinacionais estrangeiras sem sair do Brasil? Pois saiba que com as BDR isso já é uma realidade. 

Empresas como Facebook, Mc Donald’s, Disney e Starbucks possuem BRD aqui no Brasil, de forma que o investidor conseguirá diversificar seus investimentos.

BDR (Brazilian Depositary Receipt)  traduzidos como Certificado de Valores Mobiliários é um título que permite que os brasileiros possam alocar seu capital em empresas estrangeiras. A B3, antiga BMF&Bovespa, alerta que não existe a necessidade de abrir uma conta em corretoras de valores do exterior. Esta operação, pode ser feita aqui no Brasil, através do home broker da sua corretora.

Ademais, esta operação evita os altos custos de enviar um montante para o exterior. Outra vantagem é que os acionistas possuem o mesmo direitos garantidos aos acionistas estrangeiros, como por exemplo, juros sobre capital próprio e dividendos.

Por meio de certificados emitidos por algumas instituições depositárias -como bancos do Brasil- surgem os recibos de ação. Estas ações estão diretamente atreladas às originais e, inclusive, seguem os mesmos índices; Existindo também a possibilidade de negociação como compra e venda na bolsa de valores brasileira.

A empresa que o investidor escolher para fazer os aportes não precisa ser norte-americana, como muitos imaginam, e traz a excelente oportunidade de aplicar o dinheiro em empreendimentos internacionais. Esta é uma maneira das companhias do exterior atraírem capital de modo que toda a listagem, de BDR, permite ao investidor adquirir no Brasil ações de boas empresas do exterior. 

Antes de investir em BDR’s é importante lembrar que existem dois tipos: as Patrocinadas e as Não Patrocinadas 

BDR Patrocinadas 

A característica principal de uma BDR patrocinada é o fato de que a empresa original, de fora do Brasil, faça a solicitação para que uma instituição depositária, como os bancos por exemplo, a intenção de ter suas ações sendo negociadas no Brasil. A companhia pode emitir e até mesmo cancelar os BDR conforme a demanda dos investidores locais das ações originais que estão no exterior. 

Este ativo ainda é subdividido em três partes: Nível I, II e III.

Nível I

Pessoas físicas e jurídicas conseguem investir em BRD’s patrocinadas. No entanto, há um requisito mínimo para a compra que é ter ao menos R$1.000.000,00 (um milhão) investidos, ou seja para investidores que comprovadamente pela CVM são qualificados, de forma que é inviável para a maioria dos pequenos investidores que estão começando. Este acesso restrito infelizmente acaba não fazendo sentido para a maioria dos investidores que dispõem de quantias moderadas. 

Nível II e III

Esses certificados são possíveis de ser negociados tanto no mercado de balcão bem como na Bolsa de Valores.

Os BDR’s patrocinados de nível II e III têm como característica marcante a exigência de um registro da empresa que está emitindo essa BDR diretamente na CVM e também serem lançados para uma negociação em mercado de balcão organizado ou bolsa de valores, o que não existe no nível I.

Uma particularidade do nível III é que ele é usado de forma exclusiva nos casos de oferta pública quando há novas ações no mercado, simultaneamente no Brasil e no exterior.

BDR não patrocinados

Diferentemente das BDR’s patrocinadas, quem faz a solicitação para emitir as ações a serem negociadas não é a empresa estrangeira e sim a instituição depositária. Não existe um acordo direto entre a instituição depositária e a empresa detentora das ações originais, uma vez que as negociações são feitas com ativos que já estavam circulando no mercado do país de origem.

Toda a divulgação da empresa estrangeira para os investidores brasileiros, bem como todas as informações relevantes corporativas e financeiras fica sob a responsabilidade de quem está emitindo as BDR’s. 

Todos os BDR, estão atrelados à variação do país de origem das ações e, portanto, sujeitos a oscilações do mercado em tempo real, sendo elas  patrocinadas ou não

Benefícios dos BDR’s

Para os investidores que dispõem do capital necessário para investir neste ativo, existe a vantagem de não precisar abrir uma conta em uma corretora estrangeira, as quais cobram altas taxas e câmbios fazendo com que a operação se torne muito custosa e complicada devido às burocracias existentes. Enquanto isso com as BDR’s, todo o tramite de investir em grandes empresas (por exemplo, Facebook, McDonalds, Netflix, Coca-cola…) é facilitado pois as negociações acontecem na bolsa de valores brasileira.

Além disso, com os Brazilian Depositary Receipt não patrocinadas o acionista possui o direito a receber todos os juros sobre capital próprio e os dividendos que a empresa disponibilizar.

Este foi mais um artigo feito para te ajudar no mundo das finanças. Conta para gente, você investiria em BDR?

Bons investimentos e até a próxima !!

 

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Sobre Nós

A maior plataforma de investimentos do país. Encontre os melhores investimentos de acordo com seus objetivos gratuitamente.

Post Relacionados

Volatilidade nas alturas! Quem investe no mercado de ações, já se deparou

Antes de tudo, você sabe como funcionam os derivativos? Eles são contratos

ativos reais judiciais

Aprenda antes que seja tarde! A teoria moderna da construção de carteiras

Seguir

Mais Assisitidos

Fechar Menu
Abrir Chat
Olá, tudo bem? Me chamo Rafael e sou economista, como posso te ajudar?
Powered by