Pequeno Investidor: Acesse os melhores investimentos

investimentos para o pequeno investidor

É possível investir com pouco!

O pequeno investidor, ou seja, aquele que não possui uma grande quantia em dinheiro para aplicar, não precisa ficar preso apenas a caderneta de poupança. Existem bons investimentos para o pequeno investidor, que pode contar com diversas alternativas para aumentar seus rendimentos.

Entretanto, antes de começar, é necessário tomar alguns cuidados, especialmente pela falta de experiência no mercado de investimentos.

O importante é frisar que, mesmo sem uma grande quantia em dinheiro para investir, é possível realizar aplicações financeiras. Além disso podem ser vantajosas e oferecer bons retornos para o pequeno investidor. Bastando tomar os devidos cuidados e escolher as melhores alternativas.

Para ajudar você nesse sentido, separamos algumas dicas para aplicar dinheiro e escolher os melhores investimentos para o pequeno investidor. Confira.

O que deve ser levado em consideração?

Antes de começar a aplicar o seu dinheiro, você deve considerar alguns cuidados especiais que deve ser observado por aqueles que possuem pouca experiência. Bem como pouco conhecimento acerca deste mercado.

Em primeiro lugar, você deve avaliar a sua situação financeira, para se certificar de que o dinheiro que será aplicado não poderá acabar fazendo falta em algum momento. Ou seja, é necessário ter certeza de que de fato terá condições de arcar com as suas despesas sem precisar retirar o valor investido.

Isso deve ser considerado porque existe uma liquidez predeterminada que é exigida na maior parte das opções de investimento.

Outro cuidado que deve ser observado é o de realizar uma pesquisa e analisar o custo total do investimento escolhido. Para que você não acabe se iludindo com os rendimentos líquidos.

Nessa análise, devem ser incluídos os seguintes custos:

  • Valores de taxas de administração;
  • Imposto de renda;
  • Preço da aquisição do título;
  • E outros custos eventuais de cada aplicação;

No momento inicial, o ideal é procurar investimentos com os menores custos possíveis. Opções que cobram taxas para a administração da conta, por exemplo, devem ser descartados.

Os pequenos investidores, devem procurar uma alternativa de aplicação que esteja mais próxima da seguinte tríade:

1- RENTABILIDADE

2- SEGURANÇA

3- LIQUIDEZ

Desta forma, será possível escolher os melhores investimentos de acordo com o seu perfil.

 

Conjunto de características

Idealmente, essas 3 características devem estar sempre juntas.  Entretanto, na prática, não será possível encontrar uma aplicação que possua integralmente cada uma delas. Em razão disso, será necessário avaliar e encontrar um equilíbrio de acordo com o seu perfil e com os seus objetivos em relação àquele investimento.

Se você decide investir em um fundo de investimento de uma instituição bancária, por exemplo, garante segurança e liquidez. Entretanto, a rentabilidade não é tão vantajosa.

Outra alternativa é obter segurança e rentabilidade, mas com uma liquidez menor. Como é o caso da LCI, onde o dinheiro vai ficar retido na aplicação por pelo menos 3 meses, até prazos maiores.

Levando isso em consideração, antes de mais nada, é necessário que você entenda qual é o seu perfil de investidor. Afim de evitar deixar se convencer por opiniões alheias. Seja um amigo, um familiar ou até mesmo o gerente do seu banco.

Tenha em mente que você não deve se deixar levar por opções que aparentemente são fáceis. Em especial aquelas que apresentam uma taxa de rentabilidade aparentemente muito superior às mais encontradas no mercado.

Cuidados ao escolher um investimento

Para escolher os melhores investimentos, você deve ter cuidado com fontes desconhecidas. Como bancos e fundos menores uma vez que procurando uma rentabilidade instantânea, você pode arriscar a segurança e a liquidez da sua aplicação, uma vez que esse tipo de investimento costuma ser de validade longa.

Se alguém oferece a você um investimento com uma taxa de rentabilidade de 2%, quando a média do mercado está em 0,80%, por exemplo, é interessante desconfiar.

Observe também se a instituição na qual você pretende realizar a aplicação é de fato confiável.

Por último, é interessante evitar seguir a onda de investidores grandes, apostando na Bolsa de Valores, por exemplo, uma vez que esse é um investimento volátil e os riscos para quem não tem um conhecimento mais apurado do mercado são altos.

É importante ressaltar que para obter mais sucesso, é relevante que você diversifique a sua carteira de investimento para diminuir os riscos do mercado de aplicação.

Entretanto, investidores iniciantes podem ainda não ter uma visão muito apurada para perceber seus ganhos e perdas, e no começo, não pode realizar grandes investimentos.

Depois de um tempo no mercado, é possível diversificar mais e gradualmente aumentar o montante investido, mas para isso, é necessário estudo e experiência.

Construindo uma reserva de emergência

Independente da sua receita, é relevante ter uma reserva financeira de emergência que sirva para cobrir imprevistos financeiros, como ficar desempregado, ter um gasto médico inesperado, entre outros,

É importante ter em mente que esse fundo não deve ser utilizado para gastos com lazer ou em compras por impulso. O objetivo final de um fundo de emergência é garantir um grau de segurança financeira em relação a imprevisibilidade da vida.

Dessa maneira, para escolher os melhores investimentos para formação de um fundo de emergência, deve ter uma liquidez diária.

Neste caso, os melhores investimentos indicados são o Tesouro Selic e os CDBs de liquidez diária.

Em ambos os casos, as características que garantem que esses sejam os melhores investimentos para a criação de uma reserva de emergência são:

  • Liquidez diária;
  • Segurança;
  • Taxa pós-fixada.

É possível encontrar CDBs por um valor inicial de 1 real e do Tesouro Selic a partir de 1% do valor unitário do título respeitando o mínimo de R$30, o que cabe no bolso de pequenos investidores perfeitamente.

Depois que você construir a sua reserva de emergência, já pode investir em fundos, que possuem aplicações mínimas a partir de 100 reais. Veja mais sobre eles a seguir.

Melhores opções: Fundos de Investimento

Os fundos de investimento podem ser a melhor opção para o pequeno investidor, em especial se ele não possui experiência no mundo das aplicações financeiras.

Esses fundos consistem em veículos de investimento através dos quais você realiza aportes para a aquisição de cotas do mesmo em conjunto com outros investidores, e cada um vai receber seus investimentos de forma proporcional em relação ao número de cotas que possui.

O capital do fundo de investimento, que é composto pelo valor investido por cada um dos cotistas, é administrado pelo gestor do fundo, que é um profissional do segmento. Esse gestor é o responsável pela escolha de onde o patrimônio do fundo será investido.

Para você escolher os melhores investimentos desse tipo, conheça abaixo as melhores opções para quem tem esse perfil:

  • Fundos de renda fixa

Em caso de fundos de renda fixa, o dinheiro será aplicado em títulos de renda fixa, que podem ser públicos ou privados.

De forma geral, os melhores investimentos escolhidos nesse tipo de fundo são o Tesouro Direto, o CDB, as Letras de Crédito Imobiliária e do Agronegócio (LCI e LCA), os Certificados de Recebíveis Imobiliários, debêntures de empresas e outras opções.

  • Fundos de ações

Um Fundo de Investimento em Ações (FIA) tem como principal objetivo à formação de uma carteira de ações, sendo a melhor opção para o pequeno investidor que deseja aplicar seu dinheiro na Bolsa de Valores.

Neste caso, o gestor responsável pela alocação dos recursos financeiros do fundo procura os melhores investimentos disponíveis e realiza a compra e a venda de ações.

Além disso, essa é uma forma interessante para que o pequeno investidor comece a diversificar a sua carteira de investimentos e comece a se expor ao risco de forma cuidadosa, para conseguir uma rentabilidade maior.

  • Fundos multimercado

Os fundos de investimento multimercado reúnem os melhores investimentos tanto em renda fixa quanto em renda variável (como as ações).

Enquanto nos fundos de renda fixa, os recursos são alocados de forma geral em títulos públicos e privados e nos de renda variável, em ações ou imóveis, os fundos multimercados, por sua vez, mesclam as duas estratégias para escolher os melhores investimentos.

Em todos os casos, os fundos são tributados pelo Imposto de Renda e nos casos dos Fundos de Renda Fixa e de Renda Variável variam em relação a classificação do fundo e do prazo de resgate.

No caso de fundos de curto prazo, nos quais o prazo dos títulos é em média de menos de 365 dias, as alíquotas são as seguintes:

  • Até 180 dias – 22,5%;
  • Acima de 180 dias – 20%.

Já nos fundos de longo prazo, onde a carteira de títulos tem investimentos com prazo médio maior que 365 dias, as alíquotas são:

  • Até 180 dias – 22,5%;
  • Entre 181 e 360 dias – 20%;
  • Entre 361 e 720 dias – 17,5%;
  • Mais que 720 dias – 15%.

Em relação aos Fundos de Ações, a tributação é mais simples, ocorrendo somente no momento do resgate da aplicação. A alíquota é de 15% e não tem a cobrança do IOF.

Agora você já conhece quais são os melhores investimentos e alguns cuidados que você deve tomar para aplicar o seu dinheiro.

Se você gostou dessas dicas e quer ver mais conteúdo como este, você pode acessar os nossos artigos anteriores e continuar acompanhando as publicações do blog.

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Sobre Nós

A maior plataforma de investimentos do país. Encontre os melhores investimentos de acordo com seus objetivos gratuitamente.

Post Relacionados

corretora para renda fixa

Existe diferença entre banco e corretora? A escolha da corretora que você

jovem investidor

É possível investir com pouco! Embora ainda não faça parte da cultura

Na hora de escolher os investimentos você já parou para se perguntar: Será que vale mais à pena um pré-fixado ou um pós-fixado?

Compare os investimentos e veja qual rende mais! Na hora de escolher

Seguir

Mais Assisitidos

Fechar Menu
Abrir Chat
Olá, tudo bem? Me chamo Rafael e sou economista, como posso te ajudar?
Powered by