Erros ao investir: Como evitar?

Evite estes deslizes e aumente a sua rentabilidade

Dar os primeiros passos no mercado financeiro de maneira sólida e assertiva pode ser uma tarefa difícil para muitos investidores iniciantes. Afinal, o mercado oferece cada vez mais opções de investimentos, que podem confundir quem está começando agora a realizar seus aportes. Pensando nisso, separamos os 5 erros ao investir que mais acometem os principiantes.

Engana-se, no entanto, quem acredita que é apenas neste processo inicial que ocorrem os principais deslizes por parte do investidor. Tanto o investidor iniciante quanto o investidor mais experiente está suscetível a cair em armadilhas no mercado, que podem levá-los ao adiamento da conquista dos objetivos financeiros ou até mesmo à perda de dinheiro.

Por isso, no artigo de hoje, você conhecerá 5 erros para se evitar na hora de investir e aprenderá a se desvencilhar destas armadilhas para ter êxito com seus investimentos ao longo do tempo.

Acompanhe!

1. Investir sem conhecimento 

O primeiro erro ao investir é realizar aplicações sem ter o conhecimento necessário para  isso. Pode parecer uma dica óbvia, mas acredite: ainda existem pessoas que decidem investir sem ter a menor ideia do que estão fazendo.

Por isso, para todo e qualquer investimento, é necessário preparação. Estude as modalidades de investimento, identifique as principais vantagens e desvantagens de cada uma das opções disponíveis no mercado e escolha aquela que melhor atenda às suas necessidades pessoais e que se encaixe nos seus objetivos financeiros.

Manter o conhecimento sobre investimentos em dia, portanto, é fundamental para evitar um dos grandes erros de investidores iniciantes e experientes na hora de investir.


2. Ignorar os riscos dos investimentos 

Os riscos são inerentes a qualquer investimento. Muitos investidores, no entanto, ignoram esta premissa básica na hora de investir.

Os principais riscos que um investidor corre ao realizar seus aportes são o risco de crédito, risco de liquidez e o risco de mercado. Ignorá-los pode trazer grandes problemas ao investidor, que pode não apenas perder parcial – ou integralmente – o valor aplicado, mas também sofrer com o “engessamento” do montante investido, por conta da falta e liquidez.

Por isso, antes de iniciar a composição da sua carteira de investimentos, considere todos os riscos relacionados aos investimentos. Lembre-se que até produtos mais seguros –  como o Tesouro Direto – possuem riscos.

3. Não se atentar ao perfil de investidor é um dos erros ao investir considerado grave

Se esquecer de conhecer seu perfil de investidor é um dos maiores erros que um investidor pode cometer. A Ignorar esta etapa de identificação do perfil e estilo de investimento pode levar o investidor a correr sérios riscos de perder o capital aplicado ou, no mínimo, se frustrar com os resultados dos investimentos no curto, médio e longo prazo.

Além disso, a composição de uma carteira de investimentos não baseada no perfil de investidor pode resultar em dores de cabeças desnecessárias – mas bastante incômodas – ao investidor. Imagine, por exemplo, que seu perfil seja conservador e que, você, sem conhecer este perfil, decide realizar um grande aporte no mercado de renda variável.

Nas primeiras grandes oscilações – características da renda variável, você poderá sofrer com ansiedade, estresse e até mesmo perder dinheiro ao tomar decisões equivocadas de desfazer o investimento por conta de alguma perda financeira no curto prazo com estes aportes. Tudo isso porque os seus investimentos não acompanharam seu perfil enquanto investidor.

A melhor maneira de evitar este erro é justamente conhecer o seu perfil antes de montar seu portfólio de investimentos. Nos dias atuais toda instituição financeira disponibiliza aos seus clientes um questionário que auxilia na identificação do perfil do investidor, que pode ser conservador, moderado ou agressivo.

Se você já investe ou pretende investir e ainda não conhece o seu perfil de investidor, vale a pena responder a este questionário o quanto antes!

4. Não diversificar os investimentos é um dos principais erros ao investir

Diversificar os investimentos é uma estratégia fundamental, que deve ser seguida por qualquer investidor. Por isso, não optar pela diversificação quando o assunto é investimento pode ser considerado um dos maiores erros que um investidor pode cometer.

Diversificar as aplicações ajuda o investidor a reduzir os riscos da sua carteira e equilibra os rendimentos – proporcionando melhores resultados ao investidor ao longo do tempo. O erro de investir em apenas um produto ou segmento, portanto, deve ser evitado pelo investidor.

5. Não fazer um planejamento financeiro 

A falta de planejamento financeiro pode trazer inúmeros problemas ao investidor e, por isso, é um erro que não deve ser cometido em nenhuma situação. Antes de iniciar seus investimentos e tomar qualquer decisão quanto aos aportes financeiros, procure manter uma visão estratégica e identificar todos os seus objetivos e metas relacionados aos seus investimentos.

Planeje-se e estabeleça metas para serem alcançadas com suas aplicações, distribuindo-as, preferencialmente, entre objetivos (e investimentos) de curto, médio e longo prazo. Desta forma você conseguirá manter seu portfólio mais organizado e muito mais alinhado às suas necessidades e objetivos pessoais.

E você, já cometeu algum erro que gostaria de evitar na hora de investir? Deixe seu comentário e compartilhe suas experiências conosco!

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Sobre Nós

A maior plataforma de investimentos do país. Encontre os melhores investimentos de acordo com seus objetivos gratuitamente.

Post Relacionados

Volatilidade nas alturas! Quem investe no mercado de ações, já se deparou

São vários os segmentos que dão possibilidade de iniciar um investimento sem

Economia compartilhada

Você está pronto para a mudança?  Segunda Guerra Mundial. Chernobyl. São fatos

Seguir

Mais Assisitidos

Fechar Menu
Abrir Chat
Olá, tudo bem? Me chamo Rafael e sou economista, como posso te ajudar?
Powered by