Banco ou Corretora: qual é o melhor?

 

Em meio a tantas opções no mercado, uma das maiores dúvidas de quem está começando a investir é a escolha da instituição financeira. Para tomar a decisão correta, primeiramente é necessário entender a diferença entre os bancos e as corretoras.

Conforme definição do Banco Central, os bancos comerciais são instituições financeiras privadas ou públicas que têm como objetivo principal proporcionar suprimento de recursos necessários para financiar, a curto e a médio prazos, o comércio, a indústria, as empresas prestadoras de serviços, as pessoas físicas e terceiros em geral. A captação de depósitos à vista, livremente movimentáveis, é atividade típica do banco comercial, o qual pode também captar depósitos a prazo. Na mesma instituição você consegue receber seu salário (depósitos à vista), solicitar empréstimos (financiamento) e realizar investimentos (depósitos a prazo).

Devido toda a comodidade e praticidade oferecida, a maioria dos brasileiros está acostumada a investir através dos bancos. Em contrapartida, toda essa facilidade pode ter um alto preço se você não ficar atento em alguns pontos.

A gama de investimentos que o banco comercializa é limitada ao que foi emitido por ele próprio. É como se você fosse no mercado e encontrasse apenas uma marca de um determinado produto, não sendo possível fazer a comparação com outras marcas e ver se o preço praticado é realmente vantajoso.

Aquele CDB (Certificado de Depósito Bancário) que o seu gerente te oferece é um produto que foi emitido pelo seu próprio banco e é uma das principais formas de captação de recursos utilizada, que oferece em troca uma remuneração que pode ser indexada a um índice e/ou a uma taxa de juros prefixada. O dinheiro captado será utilizado para oferecer créditos para quem precisa, que pagará uma taxa de juros maior do que o banco utilizou para remunerar o investidor. Essa diferença entre a taxa de remuneração oferecida e a taxa de empréstimo cobrada é chamada de spread bancário.

Por terem uma carteira de clientes muito menor do que os grandes bancos, os bancos de pequenos e médio porte buscam outra alternativa para captar recursos para financiar seus negócios.

É aí que entram as corretoras, nomeadas pelo Banco Central como corretoras de títulos e valores mobiliários (CTVM), que fazem a intermediação entre o investidor (você) e o emissor do título (bancos, financeiras, etc). É importante ter em mente que não se investe na corretora e sim na instituição que está emitindo o título, que pode ser uma empresa, um banco, uma financeira, entre outros.

Por terem um risco maior, a rentabilidade oferecida por instituições financeiras de menor porte costuma ser bem mais atrativa. Além disso, o fato das corretoras distribuírem títulos de outros emissores é muito positivo para o bolso do investidor, pois incentiva a briga por rentabilidades que chamem a atenção do mercado.

 As corretoras fazem a negociação de diversos tipos de investimentos, como:

  • CDB (Certificado de Depósito Bancário);
  • RDB (Recibo de Depósito Bancário);
  • LCI (Letra de Crédito Imobiliário);
  • LCA (Letra de Crédito do Agronegócio);
  • Debêntures;
  • Fundos de investimento;
  • Ações;
  • Títulos públicos federais via Tesouro Direto.

Para abrir uma conta, basta entrar no site da própria corretora de interesse, preencher o formulário e enviar a documentação necessária, que normalmente se resume a cópia de um documento com foto e comprovante de residência. Com a conta aberta, a corretora irá informar os números da agência e conta para que você envie os recursos que deseja investir.

Há quem prefira a comodidade e a facilidade dos grandes bancos, e a há quem prefira ter a conta em uma ou mais corretoras e ficar sempre em busca de outras oportunidades. O mais importante é saber onde você está colocando suas economias.

Espero que tenham gostado do artigo! Deixem suas dúvidas nos comentários.

 

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Sobre Nós

A maior plataforma de investimentos do país. Encontre os melhores investimentos de acordo com seus objetivos gratuitamente.

Post Relacionados

aportes mensais

Aprenda a fazer este planejamento  Vocês já devem ter percebido que muitas

análise fundamentalista

Introdução à Analise Fundamentalista Você já ficou em dúvida sobre qual ação

filho

Confira as dicas Fazer investimentos é uma das melhores formas de conseguir

Seguir

Mais Assisitidos

Fechar Menu
Abrir Chat
Olá, tudo bem? Me chamo Rafael e sou economista, como posso te ajudar?
Powered by