Fundos Imobiliários: Saiba mais sobre eles!

 

O investimento em imóveis sempre fez parte da cultura do brasileiro – principalmente da geração de algumas décadas atrás, que acreditava que dinheiro bem investido era dinheiro aplicado no ramo imobiliário.

De alguns anos para cá, muita coisa mudou: novos tipos de investimento surgiram no mercado e os investidores passaram a ter uma vasta gama de opções para aplicar seu dinheiro. Até hoje, no entanto, muitos ainda optam pelo mercado imobiliário.

E foi pensando em atender à demanda destes investidores que surgiram os Fundos Imobiliários. Descubra, no post de hoje, como esta forma de investimento funciona e como ganhar dinheiro com imóveis de uma maneira bastante peculiar!

 

O que são Fundos Imobiliários?

Os Fundos de Investimento Imobiliários (FII) são uma forma de investimento, na qual diversos investidores – com um objetivo comum – se unem para investir no mercado imobiliário. Os chamados Fundos Imobiliários são organizados sob forma de pessoa jurídica e permitem que os investidores tenham acesso a uma enorme gama de investimentos sem, necessariamente, investir grandes somas de dinheiro.

Através de um fundo imobiliário é possível investir em grandes empreendimentos, como complexos empresariais, shopping centers, prédios comerciais, entre outros diversos empreendimentos. Estes investimentos são geridos por um gestor profissional – responsável também por escolher os investimentos que serão feitos com os recursos do fundo.

Cada participante do fundo imobiliário possui um determinado número de cotas – que varia de acordo com o aporte realizado pelo investidor – também chamado de cotista.

Como investir nos Fundos Imobiliários?

Os Fundos Imobiliários são negociados na Bolsa de Valores e, normalmente, são bastante acessíveis a qualquer investidor. O interessado em participar destes fundos deve realizar um aporte no fundo de seu interesse – através da compra de cotas.

Esta compra de cotas é feita diretamente pelo sistema de negociação da bolsa, através de uma corretora. Por isso, o investidor interessado em investir em um Fundo Imobiliário deve possuir um cadastro na corretora de sua preferência.

Custos

Ao investir em um Fundo Imobiliário, o investidor deverá arcar com algumas despesas, como o custo de corretagem – que pode ser fixo ou variável, e a taxa de administração – cobrada pelo gestor do fundo.

Os rendimentos dos Fundos Imobiliários são isentos de Imposto de Renda quando distribuídos ao investidor pessoa física. Caso o investidor deseje vender suas cotas no fundo, no entanto, será necessário arcar com 20% sobre o lucro obtido.

Rendimentos

Em se tratando de investimentos em Fundos Imobiliários, o investidor pode obter rendimentos através da valorização das suas cotas ao longo de determinado período e através do recebimento de dividendos mensais.

Estes dividendos são pagos, por exemplo, quando um determinado fundo recebe aluguéis mensais de empreendimentos dos quais é investidor. Estes valores mensais são divididos entre os cotistas, de acordo com o número de cotas que cada um possui.

Vantagens dos Fundos de Investimento

As principais vantagens dos Fundos Imobiliários são:

– Oferecer aos investidores acesso a uma gama de investimentos do mercado imobiliário sem a necessidade de adquirir cada um dos imóveis – já que estes empreendimentos compõem o fundo do qual o investidor é cotista;

– Liquidez: muito superior à liquidez de investimentos diretos no mercado imobiliário – como a compra de um imóvel, por exemplo;

– Baixo custo: Acessível a boa parte dos investidores devido à facilidade e flexibilidade de aportes – que podem ser feitos por poupadores com uma pequena quantia de capital para investimentos;

– Diversificação dos investimentos: que não aconteceria caso o capital do investidor estivesse alocado em um único imóvel – diminuindo também os riscos do investimento.

Desvantagens do Fundo

A principal desvantagem dos Fundos Imobiliários é a baixa liquidez em relação a outras formas de investimento disponíveis no mercado. Isso porque os Fundos Imobiliários não permitem que o investidor resgate suas cotas antes do prazo de duração do fundo – que pode ser indeterminado.

Neste caso, o investidor fica obrigado a negociar suas cotas em um mercado secundário, caso deseje – aumentando os riscos de perdas de parte do capital.

Apesar disso, os Fundos Imobiliários podem ser opções interessantes para alguns investidores. Antes de decidir ou não por esta forma de investimento, analise seus objetivos, seu perfil de investidor e verifique se os fundos atendem às suas expectativas enquanto investidor.

Uma escolha bem feita na hora de investir poderá trazer bons resultados e compor, de maneira satisfatória, sua carteira de investimentos!

Gostou do post de hoje sobre os Fundos Imobiliários? Então deixe seu comentário!

 

 

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Sobre Nós

A maior plataforma de investimentos do país. Encontre os melhores investimentos de acordo com seus objetivos gratuitamente.

Post Relacionados

segurança

É possível ter rentabilidade e segurança no seu investimento! Ao contrário do

7 ações que não cobram

Você já imaginou como seria se pudesse operar com ações , fazer

Você está realmente seguro? A renda fixa e o FGC têm um

Seguir

Mais Assisitidos

Fechar Menu
Abrir Chat
Olá, tudo bem? Me chamo Rafael e sou economista, como posso te ajudar?
Powered by