Pump and Dump: O golpe com ações

Proteja-se.

Uma das práticas que pode arruinar a carteira de investimentos, fazendo com que os investidores percam todo o capital aplicado, é o Pump and Dump. Cair nesta cilada pode ser fatal na jornada para alcançar diversificação e rentabilidade.

Se você investe a mais tempo em renda variável, já deve ter notado a dificuldade em comprar ações de empresas pequenas, justamente pela falta de liquidez que elas possuem.

Na tentativa de se aproveitar desta fragilidade surge o pump and dump que consiste em inflar o preço das ações (pump) e, em seguida, largar (dump). Pela euforia do mercado, o ativo pode subir mais de 1.000% no período de algumas semanas. A compra deste ativo, pode levá-lo à ruína quando o dump acontece. O prejudicado será o investidor que acreditou no potencial da ação

Neste artigo vamos te explicar como funciona esta prática ilegal, e quais as maneiras de se prevenir.

Fases do Pump and Dump

Em primeiro lugar, um grupo de pessoas envolvidas no mercado financeiro identificam uma ação, até então, esquecida por muitos. Normalmente, papéis que custam centavos de empresas que enfrentam dificuldades financeiras são o alvo.

Ao mesmo tempo, estas ações de baixa cotação, também conhecidas como penny stocks, são perigosas para quem não tem experiência com a volatilidade do mercado. Isso porque, este tipo de ativo tem oscilações consideradas normais de 10% a 20% em um único dia.

Assim, uma pequena mudança no preço representa grande variação percentual na carteira do investidor.

Aumento de posição e boatos

Feita a identificação, o próximo passo que os manipuladores do mercado fazem é comprar ações de forma silenciosa.

Ou seja, os grandes players vão adquirindo lotes da empresa e aos poucos vão aumentando a posição no ativo sem causar grandes distorções. Desta forma, ficam de fora do radar de órgãos reguladores do mercado.

Como é de se esperar, a prática de pump and dump é ilegal e resulta em multas milionárias e processos judiciais. Em alguns casos, os agentes desta manipulação de mercado podem perder o direito de ser certificado como profissional. E, até mesmo, podem perder o direito de operar. Pois, não estavam em consonância com a harmonia do mercado.

Após aumentarem significativamente a compra destas ações o próximo passo é inflá-las para começar a ter retornos.

Ações sobem de forma artificial

Nesta fase os pequenos investidores, ainda não sabem que as ações vão subir de forma expressiva.

Entretanto, os grandes players manipuladores começam a disseminar informações falsas da empresa para que isso aconteça. Podendo ser através de fóruns na internet, se valendo do anonimato, propagando que a ação irá “bombar” por motivos aleatórios que não condizem com a situação atual.

Surge o efeito de toda a manipulação e as ações começam a subir de forma discreta atraindo a primeira onda de investidores.

A segunda onda

Com as ações subindo, contrariando a expectativa quando analisado o balanço patrimonial, alguns especialistas do mercado ficam atentos.

Isso porque, essas empresas podem experimentar um turnaround, que acontece quando uma companhia adota modelos para reestruturação de maneira com que voltem a ter boa saúde financeira.

Tendo isso em mente, alguns agentes do mercado, por serem analistas, começam a recomendar a compra das ações como forma de alavancar o patrimônio, porém de forma cautelosa.

A segunda onda acontece quando os manipuladores do mercado compram mais ações da empresa. Entretanto, de forma barulhenta, deixando clara suas intenções de compra e até mesmo causando distorções.

Neste momento as ações já estão ultra valorizados e vários investidores e estão posicionados. Portanto, o pump foi realizado. Em alguns casos, como por exemplo, a bolha do alicate, a empresa mundial valorizou mais de 1.600% sem qualquer motivo aparente.

Pump: Decadência das ações.

Com o objetivo de realizar o lucro após a hipervalorização, o grupo que manipula o mercado, vende as ações e “larga” (dump) o papel para quem está posicionado.

Acima de tudo, as empresas listadas na bolsa são obrigadas a divulgar os resultados do trimestre para os investidores. Assim, com a análise destes documentos fica claro que o valor de mercado da empresa não tem qualquer fundamento e as ações desabam.

O principal interesse da prática de pump em dump é criar expectativa no mercado e, principalmente, lucrar com a euforia produzida nos investidores que, muitas vezes sem conhecimento investem pelo efeito manada ficando com um ativo mico na mão.

Atenção aos detalhes

A primeira coisa que o investidor deve ser perguntar é: Por que as ações subiram? Esta questão precisa acima de qualquer dúvida quanto ao patamar que o ativo pode chegar. Ter isso vai ajudar a escolher a ação para o seu perfil de investidor

Outra dica importante que foi citada por Warren Buffett, o maior investidor da bolsa de valores, diz a respeito de escolher ativos dentro do seu círculo de competência.

Se você trabalha na área da saúde, procure empresas ligadas a esta proposta para começar a investir. A bolsa de valores possui dezenas de negócios para diversificar encontrar o seu círculo de competência limita as escolhas.

Assim, você terá um nicho e ficará menos propenso a cair em golpes uma vez que você domina o assunto. Neste sentido, conseguirá perceber quando há distorções infundadas.

Em segundo lugar, fique de fora das empresas de segunda linha que apresentam baixa liquidez. Caso você não esteja acostumado com a volatilidade do mercado é essencial manter distância, pois estas companhias são os maiores alvos do pump em dump.

Por último, fique atento as fontes onde você procura as informações. É crucial selecionar bons mentores para ter acesso a notícias factíveis. Esteja atento há quantos anos o especialista de investimentos está no mercado. E, além disso, ter discernimento sobre as informações que existem em fóruns e sites.

Assista o vídeo abaixo para entender como diversificar a carteira e não cair no Pump and Dump 2.0

Pump and dump 2.0

Até mesmo as criptomoedas foram alvos do pump and dump. O interesse, por parte dos golpistas, também é vender suas cotas acima do que efetivamente valem. De forma que a magnitude das oscilações sejam ainda maiores do que nas ações.

Além disso, os criptoativos são um mercado descentralizado, e não possuem regulamentação oficial. Como resultado o pump and dump é muito mais difícil de ser rastreado e detectado.

Desta forma, é mais fácil cair em ciladas como esta nos criptoativos. O ideal é sempre ficar atento ao risco retorno das aplicações além estar condizente com o seu perfil de investidor. 

Em suma, a prática de pump and dump visa lucros extraordinários utilizando como método inflar as ações sem fundamento algum e se assentar sobre os investidores inexperientes após a venda.

A primeira vista pode parecer uma prática pouco usada. Mas foi utilizada no por Jordan Belfort, o mundialmente famoso “Lobo de Wall Street” e em 2011 no Brasil com a bolha dos alicates.

Espero que você tenha gostado deste artigo e fique a vontade para deixar dúvidas e sugestões na caixa de comentários. Você já conhecia o pump and dump?

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Sobre Nós

A maior plataforma de investimentos do país. Encontre os melhores investimentos de acordo com seus objetivos gratuitamente.

Post Relacionados

Em algum momento você já pensou em se desfazer de um dos

3 formas de diversificar com ativos reais

Olá, Como prometido, voltamos com um assunto de bastante interesse para quem

Prepare-se para este evento nos seus investimentos. Você sabia que alguns tipos

Seguir

Mais Assisitidos

Fechar Menu
Abrir Chat
Olá, tudo bem? Me chamo Rafael e sou economista, como posso te ajudar?
Powered by